Perspectiva das mães na quarentena

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Se você não recebeu duzias de audios “desesperados” de mães no começo da quarentena – “Meu Deus, gente, eu não sou professora”, lembra disso? – você faz parte de um grupo ínfimo de pessoas que não foram profundamente abaladas pela criançada dentro de casa. A escola faz um papel comunitário na educação da sociedade há séculos e quebrar abruptamente com esse vínculo tanto para as crianças como para os pais foi um baita choque e uma ruptura que mesmo os adeptos do homeschooling previram apenas uma parte do avalanche social que isso traria.

Separamos esses depoimentos para vocês que são pais não se sentirem sozinhos. E para vocês que não são, entenderem melhor o tamanho da mudança. Veja abaixo depoimentos de mães envolvidas no Arte e Cultura Barueri e seu balanço da quarentena.