Atividades físicas em família vão além de cuidados com a saúde

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Atividades físicas em família vão além dos cuidados com a saúde. Com uma rotina cheia de tarefas e pouco tempo para se exercitar e obter momentos de lazer, muitos pais e mães acabam deixando de lado a prática de atividades físicas e os períodos de diversão.
 
Porém, enxergar a saúde com algo compartilhado e não como um atributo individual, pode ser o melhor caminho para otimizar e aproveitar o tempo curto em família.
A prática de esportes e atividades da mente em conjuntos beneficia e motiva, de forma singular, a cada membro da família. Sabemos que quando fazemos exercícios, o corpo libera serotonina e outros hormônios de prazer, como endorfina e dopamina, modulando o humor.
 
”Essa sensação trará boas experiências de diversão, além de fortalecer os laços afetivos, pois um motivará o outro” explica Karina Picciolli, presidente do Imelc – Instituto Movimento ao Esporte Lazer e Cultura, responsável pelo projeto Rua da Gente que, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, leva atividades de esporte e lazer aos quatro cantos da cidade.
É comprovado que a saúde das crianças é afetada pelos hábitos mais simples da rotina familiar. A falta de atividades e exercícios leva, por exemplo, ao sobrepeso e casos de depressão.
 
De acordo com dados do Ministério da Saúde, 13% dos meninos e 10% das meninas entre 5 e 19 anos sofrem com obesidade ou sobrepeso no Brasil.
Já segundo a pesquisa da Organização Mundial de Saúde (OMS) é possível concluir que 180 milhões de crianças e adolescentes podem estar enfrentando a depressão em todo o mundo.
 
” Mais que exemplos para as crianças e cuidados com a saúde física e mental, pais que se divertem e se exercitam com seus filhos estão contribuindo para a união da família, interagindo e trocando cumplicidade, confiança e parceria ”, complementa Karina Picciolli.
Fonte: Revista Nova Família